Amizade – tudo por causa de um retrovisor

Se meu Fusca falasse, … contaria uma bela história de amizade.

Impulsionada pelo plano de metas do governo Kubitschek – 50 anos em 5 – a Volkswagen inaugurou oficialmente sua primeira fábrica fora da Alemanha, em 18 de novembro de 1959, quando circulou – a bordo de um Fusca conversível – o então Presidente da República, Juscelino Kubistcheck, acompanhado pelo Governador de São Paulo, Carvalho Pinto, e os presidentes da Volkswagen da Alemanha, Heinrich Nordhoff, e do Brasil, Friedrich Schultz-Wenk.

Inauguração da fábrica Volkswagen em 18.11.1959 – foto capturada no site da Volkswagen do Brasil
Primeira fábrica Volkswagen fora da Alemanha – foto capturada no site da Volkswagen do Brasil

O automóvel passou a fazer parte do sonho de consumo do brasileiro. O jovem médico não ficou de fora. Por intermédio de um representante comercial, adquiriu um Fusca 0km pela quantia de um pouco mais de Cr$ 500.000,00 (quinhentos mil Cruzeiros); o valor está registrado na memória, porque o primeiro carro a gente nunca esquece. Só faltava o veículo fazer a viagem de São Paulo até o Rio Grande do Norte.

A aquisição fazia parte das celebrações do seu casamento. Os recém-casados, Dr. Genibaldo Barros e Eulália Duarte Barros, partiram para São Paulo de avião e aproveitariam para receber o Fusca e trazê-lo para Natal.

O jovem médico foi receber o carro novo diretamente na fábrica de São Bernardo do Campo, véspera da Semana Santa do ano de 1960. Para sua frustração, o veículo estava pronto, mas faltava apenas o retrovisor interno. A fábrica recusou-se a entregar-lhe o Fusca, mesmo ele estando com a autorização do revendedor em mãos. A proposta era aguardar o final do feriado religioso, para que o carro estivesse completo para entrega.

Foi quando surgiu seu salvador: Marcos José Oliveira das Neves, o potiguar que trabalhava na fábrica Volkswagen, conseguiu “quebrar o galho” e retirar a peça de outro veículo para colocá-la no carro do jovem casal. Tudo para não atrapalhar os planos dos recém-casados.

Feliz da vida, o casal partiu em viagem ao interior de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia. Ao invés de um feriado religioso – com todo respeito ao martírio de Jesus Cristo – preferiram gozar a lua-de-mel comme il fault.

Dirigindo seu novo Fusca, Dr. Genibaldo conseguiu chegar até Salvador, onde, em 1953, formara-se pela Faculdade de Medicina da Bahia. Esbarrou na estrada de barro de lá para Natal. Cansado, o casal decidiu tomar o avião para casa, enquanto o Fusca chegou, também de transporte aéreo, alguns dias depois.

Anos à frente, Dr. Genibaldo adquiriu uma jangada feita de canos, fabricada em Olinda/PE. Comprou um motor de popa e precisou de serviço mecânico para adaptá-lo à embarcação. Mais uma vez entra em cena Marcos Neves. Esse habilidoso cientista mecânico logo fez a adaptação necessária e a jangada passou a singrar os mares de Pirangi. A amizade engrenou de vez.

Desde então, os dois amigos – com diferença de onze anos de idade – encontraram-se em várias situações da vida.

Marcos Neves virou industrial. Em 1974, o inventor autodidata criou o melhor buggy produzido no Brasil. O “Selvagem” é feito em fibra de vidro e utiliza mecânica original Volkswagen. A Selvagem Indústria e Comércio Limitada, instalada em Parnamirim/RN, foi a primeira indústria de veículos automotores do Nordeste do Brasil e continua símbolo de excelência no setor.

Hoje fui testemunha do reencontro desses dois amigos em uma visita à fábrica Selvagem. Ao chegarmos ao local, deparamo-nos com um Chevrolet e um Fusca antigos. Dr. Genibaldo avaliou as relíquias e disse que o Fusca se diferenciava do seu, por causa dos faróis traseiros. Marcos chegou e informou o ano de fabricação daquele ali: 1966, apenas seis anos de diferença do primeiro carro do amigo.

Marcos Neves e Dr. Genibaldo Barros
Dr. Genibaldo Barros e um Chevrolet antigo

Perdi o clique do abraço afetuoso entre o vivaz nonagenário e o tranquilo octogenário, mas a imagem está bem fixada na memória. As mãos entrelaçadas traduzem a cena de carinho mútuo.

Tudo começou por causa de um retrovisor e virou uma amizade de mais de sessenta anos, imune à ação do tempo. Marcos Neves continua inovando: em 2022 lançará o primeiro buggy elétrico do mercado. Dr. Genibaldo esbanja vitalidade de adolescente, interagindo com as novas gerações, sempre de olho no futuro e na longa estrada que construiu para trás.


Para conhecer a história da Volkswagen no Brasil, clique aqui.


18.11.1959 Inauguração da Fábrica Anchieta da VW do Brasil
Volkswagen Beetle: The Last Mile

Leia também: Aero na memória; Natal, Hope e SCBEU; Um lugar secreto guardado a sete chaves; A restauração do Teatro Alberto Maranhão.

Leia também

3 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *