A televisão nos anos 60 e 70

Marmelada de banana, bananada de goiaba, goiabada de marmelo, Sítio do Pica-pau Amarelo. Numa cidade polichinelo, encontrávamos Emília e o Visconde de Sabugosa, boneca de pano e sabugo de milho que ganhavam vida na imaginação de Monteiro Lobato, para acompanhar as reinações de Narizinho, Pedrinho, Tia Nastácia e D. Benta. Diversão garantida no finalzinho da tarde, depois das brincadeiras de rua, sem medo de arrancar chaboques de unhas e joelhos. O único medo era do ardor do merthiolate, mais temido que a Cuca e as travessuras do Saci. A TV colorida começava a sedimentar-se nos lares brasileiros, peça única na […]

Continue Reading

Águas que curam

No filme “Colcha de Retalhos”, uma cena marcante: a personagem Sofia coloca os pés pela primeira vez no lago construído para ela por seu ex-marido no passado perdido. Como praticante do salto ornamental, o contato com a água lhe trouxe boas e antigas recordações, afastou a amargura de longos anos e a vez retornar à plataforma na piscina. Me transportei para a visita que fiz à fazenda Ingá em março do ano passado. Cheiro de terra molhada; as chuvas escassas chegaram, ressuscitando o leito do rio. As águas turbulentas já tinham acalmado, agora corriam serenas, convidativas. Sem pestanejar, descalcei os […]

Continue Reading

Cerejeiras em flor no Japão

Crédito da fotografia: Yoshio Tomii Todo mundo deve ter uma relação de coisas a fazer ou lugares a visitar ao longo da vida. Isso nos permite sonhar; uma sensação de estar vivo para realizar algo, tipo Jack Nicholson e Morgan Freeman em “Antes de Partir” (fica a dica de um bom filme). Na minha lista consta uma viagem distante para o outro lado do mundo, numa época específica do ano, lá na terra do Sol nascente. Final de março, início de abril, cheia de expectativas para encontrar as cerejeiras em flor no Japão. Sakura – para ser mais exata – […]

Continue Reading

Corre que o verde está chegando

Euclides da Cunha – Os Sertões Sertões… ao atravessá-los no estio…, barbaramente estéreis; ao atravessá-los no inverno…, maravilhosamente exuberantes… Estou de volta à casa no campo. O olhar verdejando com as chuvas que ainda não chegaram em abundância, mas foram suficientes para esconder o ocre da terra seca. Nada melhor que respirar ar puro e me reencontrar com a natureza. Uma vontade imensa de devorar a paisagem, que entra pelos olhos e transpira pela pele. Proibida de muito esforço, optei pelo carro para revigorar o corpo e a mente. Serpenteando na estrada amparada pelos bougainvilles do projeto “Vamos Florir a […]

Continue Reading

Retrospectiva de dois anos de blog

No domingo, este blog completou dois anos de existência. O último ano foi um caos mundial! A pandemia tomou conta do planeta Terra, isolou pessoas, proibiu viagens, fechou museus, cancelou shows, derrubou negócios, adoeceu milhões de pessoas, desempregou outras tantas e vitimou milhões. Em meio a tanta desgraça, a carga negativa veio em excesso, por todos os lados. A balança está completamente descompensada. Desde o início, o objetivo do blog é trazer leveza à alma do leitor. Se na normalidade a tarefa não era fácil, imagine nos últimos trezentos e sessenta e cinco dias! Tentei manter a calma – também […]

Continue Reading

A importância da atividade física no enfrentamento da pandemia

Ontem, sábado, saí de carro com meu marido só para ver Natal em movimento. Quatorze dias de isolamento, desde o primeiro sintoma da Covid-19. Começava a me sentir disposta. O pulmão suportando uma respiração mais profunda sem tossir. Meu destino: a Via Costeira, banhada pelo mar, arejada pelo Atlântico, ar puro para seus habitantes. De dentro do carro, fiquei feliz em observar pessoas indo e vindo, caminhando, correndo, pedalando, oxigenando-se. Vida pulsando, corações em atividade. É bonito ver corpos saudáveis fazendo força para manter a capacidade cardiorrespiratória em dia. Há quase um ano, deixei o sedentarismo de lado e voltei […]

Continue Reading

Diga sim ao tratamento precoce contra Covid

Estou no meu décimo dia de Covid e pensei muito antes de escrever esse texto, mas a debilidade deixada pela doença e o antagonismo irracional que tomou conta das pessoas me convenceram a fazer esse clamor. Uma leve fadiga no início, um dia bem, mais um pouco de fadiga pós pedal no terceiro dia e, no quarto dia, desabei. Dores no corpo, nas costas, irritação na garganta, febre, tosse. Antes mesmo da confirmação pelo Swab, procurei Dra. Kyvia Bezerra Mota, minha prima, envolvida desde o ano passado na luta contra a Covid, árdua defensora do tratamento precoce. Confiei inteiramente na […]

Continue Reading

Olhares refletidos entre seus dedos

Como pano de fundo, o rio deslizando no sentido inverso, mar morto de lua crescente correndo em direção às águas das chuvas que começam a desabar no sertão. Na caixa de som portátil, os suaves acordes do jazz sem interferir na conversa. Mãos habilidosas debulham sua produção de um ano de isolamento em tempo de pandemia. Quanto mais as coisas se complicam, maior é a inspiração no processo criativo. O algodão – ouro branco que povoou nosso chão – tingido com pigmentos naturais, linhas cuidadosamente trançadas, imagens revelando poesias visuais. Trechos de poemas ilustrados, bordados em cores harmoniosas, combinação do […]

Continue Reading