Officina della Bistecca

Foto capturada no site da Officina della Bistecca Seguíamos ondulando pelas colinas da Toscana, em pleno mês de outubro, quando o outono esparrama suas cores terrosas pelo ar. Saímos cedo do hotel em Radda in Chianti para percorrer os arredores, dirigindo sem pressa até a hora do encontro em Panzano in Chianti. No carro estávamos eu, meu irmão, minha concunhada e sua cunhada. Todos acompanhantes dos ciclistas que escolheram essa região da Itália para pedalar. O friozinho gostoso da estação abrindo o apetite para a culinária italiana e a degustação de bons vinhos. Os ciclistas acordaram cedo e partiram pelos […]

Continue Reading

Mont Ventoux – parte II

Acesse também: Mont Ventoux – parte I A partida ocorreu na esquina próxima à Bédoin Location. A placa indicava a estrada D-974, Mont Ventoux a 22km, sendo a parte mais dura o percurso de 1km a 23% de inclinação – Gigante da Provence. No mesmo local, uma placa em memória do ciclista britânico Tom Simpson. Henrique seguiu na bike alugada, sem nem bem ajustar a altura do selim, tamanha era a ansiedade para iniciar o desafio. George seguiu junto, familiarizando-se com a bicicleta elétrica, que representava uma ajuda indispensável para chegar ao topo. Nós, as mulheres, partimos em seguida, devagarzinho, […]

Continue Reading

Mont Ventoux – parte I

Em tempos de competição de ciclismo, meu marido assiste na TV aos Tours da França, Espanha, Itália e Suíça. Para mim, basta uma passadinha rápida pelos cenários incrivelmente belos das paisagens naturais ou dos monumentos que são mostrados nos percursos. Numa viagem à França, surgiu a oportunidade de conhecermos o Mont Ventoux, uma das etapas mais difíceis do Tour de France. Subimos de carro, deslumbrados com a altura do monte, o número de ciclistas que encaram o desafio e a vibração de quem chega lá reverberando pelos poros. No percurso, testemunhamos um ciclista desconhecido que sucumbiu ao esforço do coração, […]

Continue Reading

Macambira e cajás

Quando estou no interior, gosto de desbravar caminhos, conhecer novas terras, descobrir encantos. De vez em quando, pego carona nas pedaladas do meu marido para fazer tudo isso. Ele acordou cedo. Foi matar a vontade de subir e descer ladeiras, testando seus limites. Voltou para casa e chamou os amigos para conhecer seu percurso. No carro, logicamente. A turma não tinha o seu preparo físico, exceto seu companheiro de pedal. Fomos de camionete. Um homem na direção, quatro mulheres na boleia (para quem não sabe, é a parte fechada da cabine) e três marmanjos na carroceria, indicando o caminho pelas […]

Continue Reading

Desafio da serra

Vista da Serra de São Bento

Juntando o útil ao agradável. É assim que me sinto quando saio para fotografar competições de ciclismo. Sigo as trilhas devidamente mapeadas para os competidores, mas o olho de fotógrafa da natureza perde o foco quando se depara com o verde esparramado no caminho. Ano passado, contornei a Pedra da Boca, em Araruna/PB, mas parei tanto no trajeto, clicando a paisagem do inverno sertanejo, que perdi os ciclistas no percurso. Quando me dei conta, tive que tomar atalho até o ponto de apoio para fazer o dever de fotógrafa de mulher e mãe de ciclista. Esse fim de semana, a […]

Continue Reading

Motorista de ciclista

Castelo de pedra em Sítio Novo/RN

As palavras “paitorista”, “maetorista”, “votorista” foram introduzidas ao dicionário informal, mas será que inventaram alguma denominação para motorista de ciclista? Não que eu saiba, mas esta função está cada vez mais presente. Trata-se da pessoa que vai buscar o ciclista no final de trilhas ou passeios distantes, quando o percurso não permite o retorno pedalando, por causa da exaustão. Aí então a cronista resolve ir buscar o maridão no final da pedalada. Não que seja uma imposição, mas uma opção, porque no caminho o olho de fotógrafa pode registrar cliques interessantes. A nova função termina sendo uma diversão para a […]

Continue Reading