Desvendando o gênio Leonardo da Vinci

Fotografia capturada no site do MIS – Experience

Retroceda no tempo e sinta-se no continente europeu, quarenta anos antes do descobrimento da América. Mais especificamente em 15 de abril de 1452, na Itália, no pequeno vilarejo de Anchiano, na cidade de Vinci, Toscana.

Um mundo sem água encanada e energia elétrica, iluminado por velas e lamparinas queimadas a óleo, onde a Igreja Católica, na sua Santa ignorância, impunha como verdade a Terra ser plana. Nem de longe pensava-se o homem poder voar, pilotar um helicóptero, saltar de paraquedas ou mesmo pedalar uma bicicleta.

Em plena Idade Média, nascido filho ilegítimo, Leonardo di Ser Piero da Vinci cresceu no ambiente bucólico que, posteriormente, inspirou algumas de suas obras. O menino observava as montanhas e os pássaros da região e muito cedo passou a desenvolver os seus dons de desenhista.

Imaginava como voar mais longe, desafiar a ordem estabelecida, pensar fora da caixa (como se diz hoje em dia), utilizar toda sua sede insaciável de conhecimento para inovar – um verdadeiro gênio do seu tempo e de muitos outros porvires.

Leonardo da Vinci viveu em Florença, uma cidade onde as coisas aconteciam no resgate do conhecimento da Antiguidade clássica. Tornou-se aprendiz do artista Verrocchio, cujo ateliê estava no centro das correntes intelectuais da cidade, o que garantiu ao jovem Leonardo uma educação nas ciências humanas. De Florença foi para Milão. Protegido de Ludovico Sforza, passou a desenvolver todo seu conhecimento e tornou-se uma das figuras mais importantes do Alto Renascimento, destacando-se, além de pintor, como cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, escultor, arquiteto, botânico, poeta, músico e percursor da aviação e da balística. Terminou seus dias na França, protegido pelo Rei Francisco I, onde faleceu na cidade de Amboise em 02 de maio de 1519.

Agora, dê um salto para o futuro! Cinco séculos à frente. Planeje uma exposição para celebrar os 500 anos da vida desse gênio, utilizando a tecnologia como aliada para visualizar suas obras, desenhos, ideias, invenções, mecanismos de funcionamento e trechos de seus apontamentos.

Em 2020, o MIS Experience – criado pelo Governo do Estado de São Paulo e pelo Museu da Imagem e do Som, em parceria com a TV Cultura – brindou o público com a exposição Leonardo da Vinci – 500 Anos de um Gênio. Uma experiência imersiva, que possibilitava ao visitante conhecer a vida e o legado de Da Vinci por meio de uma exclusiva galeria com projeções, de forma inédita no país.

Os visitantes tiveram uma experiência multissensorial com animações gráficas em alta definição, combinadas com um conteúdo multimídia e narrativa em áudio, o que permitiu ao público uma vivência divertida e educativa, com a oportunidade de conhecer a mente do homem que lançou as bases para algumas das invenções mais notáveis da sociedade moderna.

No mesmo ano, o Museu do Louvre, em Paris, estava com a exposição Léonard de Vinci. A mostra trouxe um total de 162 pinturas reais, desenhos, manuscritos, esculturas e outros objetos. O trabalho de pesquisa durou 10 anos e exigiu pedidos de empréstimos em todo o mundo, incluindo a rainha da Inglaterra, que liberou 24 desenhos, o British Museum, o Vaticano e a Itália.

Foto capturada no site Art Vives

Entre as obras de Leonardo da Vinci no Louvre está a Mona Lisa, que permanece na Galeria onde é normalmente exposta. Mas se você não quer enfrentar a multidão diante do famoso quadro, agende um horário na experiência Mona Lisa: Beyond the Glass, da HTC. Uma versão em 3D do famoso quadro do pintor, onde são desvendados os segredos dessa obra intrigante e instigante, tal qual seu criador.


Leonardo da Vinci – 500 Anos de um Gênio

Louvre exhibition Leonardo da Vinci 2019 Paris

Leonardo da Vinci – 500 Anos de um Gênio – 02/11/2019 a 01/03/2020
Local: MIS Experience Rua Vladimir Herzog, 75, Água Branca, São Paulo/SP

Léonard de Vinci – 24/10/2019 a 24/02/2020
Local: Louvre – Hall Napoléon, abaixo da Pirâmide


Acesse também: Carrières de Lumières, Frida Khalo e Tarsila Popular.

Leia também

1 comment

  1. Vc sempre nos atualizando com agendas culturais. Uma pena, a nossa cidade,ainda,não oferecer exposições como essa. Bem, mas São Paulo é bem ali, e ainda dá tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *