Sol de primavera

Uma visita a um país do norte europeu pode despertar o significado da primavera e verão – estações não definidas no nosso calendário, mixadas em perenidade.

Quem tem o ano quase completo com a temperatura de verão, batizando a sua cidade Natal como noiva do Sol, não valoriza essa bênção.

Em Amsterdam, sentar num banco da Museumplein e ver a vida passar permite a você sentir o calor humano de uma tarde ensolarada de primavera. Termômetro marcando 14 graus e as pessoas sentadas no gramado às 19:30, quando a noite ainda nem bem deu as caras.

Nessa época do ano, o sol se põe depois das 21h. Enquanto a escuridão não chega, é hora de aproveitar a luminosidade.

As bicicletas passam sem cessar, meio de transporte da maior parte da população. É preciso estar sempre atento às ciclovias, que possuem a preferência.

Uma família com o papai deitado na grama, a mamãe sentada e as duas filhas brincando livremente. Amigas aproveitando o sol em conversas animadas aos celulares. Um cachorrinho corre atrás do graveto e retorna alegremente para seu dono.

Em terras permissivas, uma roda de amigos compartilha livremente um baseado. Um casal de policiais faz a ronda de olhos e ouvidos atentos, sem ninguém importunar.

Um pic-nic improvisado sacia a fome de um casal. Ouvidos abertos para línguas diversas. Multiculturalismo em plena efervescência no quarteirão dedicado às artes.

Um casal, um cachorro, um menino e uma bola de basquete….vidas aproveitando a liberdade conquistada e eu, sentada num banco da praça, registrando tudo com o olhar na intenção de transportar minhas impressões para a escrita.

Vontade louca de ver meu povo voltando a usufruir plenamente os espaços públicos do meu país, sem nada ou ninguém a temer.


Leia também

14 comments

  1. Infelizmente estamos um pouco distante desta liberdade. Mas viajamos em pensamento com seu texto e ainda somos presenteados com belas imagens ao som de Vivaldi
    Aproveite seu novo roteiro !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *