Sobre

Flor nas dunas

Nasci no litoral, tenho raízes extensas até o sertão e um oceano aberto para o mundo. Desde muito cedo aprendi a gostar de ler, viajar, observar, desbravar. Publiquei os livros “No Rastro das Águas” e “Sertão, Seridó, Sentidos”. Meus leitores queriam mais, meu tempo estava focado em outra direção.

Veio a aposentadoria e as palavras reprimidas afloraram feito babugem que ressuscita nas primeiras chuvas, trazendo vida ao chão ressecado. Decidi rascunhar crônicas do cotidiano, impressões sobre arte, relatos de viagens e tudo aquilo que faz bem à alma. Resgatar textos leves, reflexões sobre temas atuais, trazer mais luz em contraponto a tantas cargas negativas a que estamos expostos.

As letras foram surgindo na tela, tecendo palavras, tramando arranjos, rascunhos feitos e refeitos. De repente, me dei conta que tenho uma longa estrada percorrida e vários caminhos a trilhar.

Na minha adolescência, eram comuns os encontros de final de tarde na calçada. Lugar e hora marcados para jogar conversa fora. Bate-papo leve e descontraído, às vezes, acompanhado de um cafezinho passado no velho pano de coar.

Quero resgatar esses momentos prazerosos. Impossíveis no mundo real, mas plenamente “palpáveis” no virtual, em qualquer lugar, a qualquer hora. Fique à vontade para navegar nos meus relatos, impressões, sugestões, reflexões, escritos!

21 Comentários

  1. Oi, Elza! Acabando de te descobrir por aqui, mas já te conhecia por ouvir falar de seus escritos. Um prazer esse encontro numa manhã de domingo!

    1. Oi Gracita, fico feliz que esteja gostando. Vc chegará lá, com certeza. Tudo no seu tempo, vc, por enquanto, fica nos proporcionando belos projetos arquitetônicos. Bjs.

  2. Elzinha!
    Encantada. Viajei em toas as crônicas, mas naquela que se tratar de uma viagem propriamente dita “Alma Nova” tomei asas e segui com vocês, me emocionando pela companhia riquíssima da figura paterna. Parabéns, que muitas outras venham. Novamente serei expectadora. Ou, seguirei voando em sonhos. Sucesso!

  3. Elzinha, bacana iniciativa, parabéns e que tenhas uma jornada prazeirosa nessa nova etapa. Qdo vier a SP não deixe de visitar meu ateliê. Traga sua mãe p/ fazermos um circuito das artes. Será um prazer.

    Abs

    Azol

    1. Oi Sergio, estou gostando bastante de explorar minhas aptidões literárias. Muito obrigada pelo apoio e pelo convite. Vou tentar carregar mamãe para São Paulo. Será um prazer conhecer seu ateliê e ter você como cicerone no circuito das artes. Pretendo escrever um pouco sobre nossos artistas ou aqueles que tem raízes na região. Abraço para vc e Karol.

  4. Parabéns Elzinha,pela brilhante iniciativa.Obrigado pelo privilégio que nos oferece de podermos usufruir da riqueza de sua arte com as palavras.
    Muito sucesso nessa brilhante fase que se inicia.

    1. Parabens Elzinha!!!Excelente iniciativa.Tanto talento e sensibilade não poderiam ficar guardados.Alem disso, nos proporciona bons momentos atraves da leitura, fotos e tb recordações!! 👏🏻👏🏻😘

  5. Elzinha,sua introdução, apresentação, já me cativou e demonstrou o quanto você sabe “usar” as palavras.
    Parabéns.
    Sou fã de carteirinha.
    Agora vou me deliciar.

    1. Estou amando ler suas crônicas e viajar neste universo cultural de viagens, arte e coisas do cotidiano que muitas vezes passam desapercebidas na correria do nosso dia a dia.
      Parabéns, continue nos presenteando com esses relatos tão bem escritos!

  6. Fico muito feliz por vc trilhar esse novo caminho, pois já conhecia a sua inteligência, o seu talento e sua sensibilidade para identificar e transmitir as belezas da natureza, através de fotos e palavras. Gostei muito da introdução. Reflete o que acabei de dizer, além de estar muito bem escrito. Parabéns!! Aguardando os próximos 😘😘🌹🌹

  7. Sucesso, querida! O blog ficou lindo! A arte ferve em suas veias… Que essa nova jornada seja muito promissora, para encher nossos corações de alento e leveza. Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *