Corre que o verde está chegando

Euclides da Cunha – Os Sertões Sertões… ao atravessá-los no estio…, barbaramente estéreis; ao atravessá-los no inverno…, maravilhosamente exuberantes… Estou de volta à casa no campo. O olhar verdejando com as chuvas que ainda não chegaram em abundância, mas foram suficientes para esconder o ocre da terra seca. Nada melhor que respirar ar puro e me reencontrar com a natureza. Uma vontade imensa de devorar a paisagem, que entra pelos olhos e transpira pela pele. Proibida de muito esforço, optei pelo carro para revigorar o corpo e a mente. Serpenteando na estrada amparada pelos bougainvilles do projeto “Vamos Florir a […]

Continue Reading

Retrospectiva de dois anos de blog

No domingo, este blog completou dois anos de existência. O último ano foi um caos mundial! A pandemia tomou conta do planeta Terra, isolou pessoas, proibiu viagens, fechou museus, cancelou shows, derrubou negócios, adoeceu milhões de pessoas, desempregou outras tantas e vitimou milhões. Em meio a tanta desgraça, a carga negativa veio em excesso, por todos os lados. A balança está completamente descompensada. Desde o início, o objetivo do blog é trazer leveza à alma do leitor. Se na normalidade a tarefa não era fácil, imagine nos últimos trezentos e sessenta e cinco dias! Tentei manter a calma – também […]

Continue Reading

Olhares refletidos entre seus dedos

Como pano de fundo, o rio deslizando no sentido inverso, mar morto de lua crescente correndo em direção às águas das chuvas que começam a desabar no sertão. Na caixa de som portátil, os suaves acordes do jazz sem interferir na conversa. Mãos habilidosas debulham sua produção de um ano de isolamento em tempo de pandemia. Quanto mais as coisas se complicam, maior é a inspiração no processo criativo. O algodão – ouro branco que povoou nosso chão – tingido com pigmentos naturais, linhas cuidadosamente trançadas, imagens revelando poesias visuais. Trechos de poemas ilustrados, bordados em cores harmoniosas, combinação do […]

Continue Reading

Alimento para alma

Refettorio Paris

Refettorio Paris | Fotografia: JR, capturada na Internet A gastronomia tomou proporções gigantescas e passou a ocupar o cenário global. Em todos os continentes, a reinvenção da cozinha chama a atenção de consumidores ávidos para saciar o pecado da gula. Com tantos exageros, experimentos, excessos e inovações, os desperdícios são imensos. Entretanto, por falha na distribuição e na equidade da balança, os famintos estão em todos os lugares. Pensando nisso, o italiano Massimo Bottura, um dos chefs mais premiados da atualidade com seu restaurante Osteria Francescana, decidiu direcionar seu talento para tentar elevar a dignidade humana. Juntamente com sua esposa, […]

Continue Reading

O mercado milionário das artistas plásticas brasileiras

As pintoras brasileiras estão em alta no mercado da arte. No dia 17 de novembro, a tela “A Caipirinha”, de Tarsila do Amaral, bateu recorde ao ser arrematada por R$ 57,5 milhões, no leilão promovido pela Bolsa de Arte de São Paulo. Detalhe: a obra, apreendida na Operação Lava Jato, foi a leilão por determinação judicial. O seu comprador terá que fazer o depósito judicial da quantia ofertada e não terá certeza se a tela será sua, porque ela ainda é alvo de disputa judicial. Na obra, Tarsila resgata as cores que adorava em criança, rompendo a opressão de serem […]

Continue Reading

Château de Chenonceau e suas grandes damas

Foto capturada no site do Château de Chenonceau, autoria de Marc Janeaud Que tal misturar história e mulheres fortes, reuni-las em torno de um castelo e tecer uma crônica? A tradução da palavra “Chenonceau”, que poderia ser uma casa de campo, virou referência na França e, por que não dizer, na história feminina? O Château de Chenonceau, construído literalmente sobre o Rio Cher, no Vale do Loire, foi destinado inicialmente a um moinho, passou por uma fortaleza, até ser adquirido por Thomas Bohier – político e tenente-general no reinado de Francisco I – que decidiu construir um castelo renascentista. Foi […]

Continue Reading

A irreverência do Estúdio Mula Preta

No sertão antigo, quando o gado corria solto em terras não demarcadas, a res era ferrada com a marca do dono, juntamente com o sinal da ribeira onde estava encravada a propriedade. Para tocar a fazenda, cavalo, burro e jumento faziam a serventia. Do cruzamento da égua com o jumento, nascia a mula; animal híbrido, via de regra estéril, mas bastante resistente. No escritório da casa de madeira, de frente para o mar de Natal, cercadas de livros, crianças acompanhavam a narrativa de um avô divertido, de olhos e ouvidos bem atentos. À medida que a história avançava, seres inanimados, […]

Continue Reading

A criatividade na passarela da moda

Confesso que sou totalmente desligada do mundo fashion. Sempre procurei a roupa que se adeque ao meio biótipo, o que não é nada fácil, pois a modelagem favorece altas e magras, enquanto sou baixinha e cheinha. Mas as redes sociais invadem a nossa vida e podem nos proporcionar gratas surpresas visuais. Essa semana, deparei-me com a imagem do desfile de um jovem estilista francês que abusa da criatividade e de suas raízes na vida rural. Simon Porte Jacquemus nasceu em Salon-de-Provence, cresceu em Mallemort e mudou-se para Paris em 2008, com apenas 18 anos. Estudou na Escola de Artes e […]

Continue Reading