Quem vive de passado é museu, de presente e futuro, também

Cais do Sertão – foto de Nelson Kon, capturada no site de Brasil Arquitetura Quando se fala em museu, vem logo à mente a imagem de coisas velhas e construções antigas, daí o dito popular: “quem vive de passado é museu”. Mas, e se a cidade é aberta para mesclar o novo e o antigo, criando construções contemporâneas, atraindo um público que se interessa por aspectos culturais, antropológicos, geográficos e tantos outros que marcam a história e constituem o patrimônio de um povo? Ainda bem que muitos lugares têm cabeças abertas para transmitirem às novas gerações as lições do passado, […]

Continue Reading

Haia (Den Haag) e seus encantos

Falando sobre viagem, Quintana enaltece as janelinhas dos trens, que vão tirando sucessivos cartões postais da paisagem. Mas, para quem quer ir um pouco mais longe e descobrir o mundo, tem que abdicar do trem e utilizar o avião, ou, quem sabe, vestir-se de coragem e navegar a Terra, que deveria se chamar Planeta Água. Há dois anos atrás, visitei a Holanda com meu marido. Entramos por Amsterdam, passamos por Utrecht e terminamos nossa viagem em Haia (Den Haag, para os holandeses). Várias janelinhas se abrindo e eu registrando nossos cartões postais no celular. Em Haia, ficamos hospedados no Residenz […]

Continue Reading

Volta ao mundo sem sair de casa

Foto capturada na internet em: www.portalponte.com.br A proibição faz despertar, no mínimo, a curiosidade. Em tempo de confinamento e isolamento social, a vontade de viajar anda em ebulição. Outro dia uma pessoa postou que estava morrendo de saudade da fila do check-in, da chateação de tirar cinto, sapato, relógio, celular, computador, passar no controle de bagagem de mão, afunilar-se na fila para entrar no avião, acomodar os pertences e, finalmente, afivelar o cinto, aguardando a decolagem. Fernão de Magalhães, o navegador português financiado pela Espanha, foi o primeiro a dar a volta ao mundo entre 1519 e 1522. Aliás, ele […]

Continue Reading

Tiradentes e uma vila russa

Quem escolhe como destino turístico a cidade de Tiradentes, em Minas Gerais, vai se surpreender a cada esquina, ou a cada telhado, se a história começar de cima para baixo. Eira, beira e tribeira representavam o poderio econômico dos proprietários dos casarios. Podia ser também sem eira, nem beira, mas aí o desafortunado não tinha literalmente nada no bolso. A arquitetura colonial é preservada nos casarios, casas, igrejas e museus da cidade, além das fazendas da região. O chão de pedras continua como foi assentado, fazendo o carro trafegar devagar, enquanto range o sistema de amortecimento. Melhor caminhar por entre […]

Continue Reading

Aman e Bupitanga, hotéis imersos na vegetação

Folheando uma revista de decoração, encontrei o Hotel Aman Kyoto. Projetado pelo arquiteto australiano Kerry Hill, o hotel levou vinte anos para sair do papel, percorrer o longo caminho da burocracia e estar completamente concluído. Inserido em um exuberante bosque de cedro e bordo, nos arredores da cidade de Kyoto, no Japão, proporciona ao hóspede um contato íntimo com a natureza do lugar. Aman Kyoto representa a fruição de uma bela paisagem concebida pela primeira vez como o jardim de um museu têxtil. Caminhos de pedra caprichosos se curvam suavemente ao longo do chão da floresta e lajes de pedra […]

Continue Reading

Um exalar de paz

Certa vez, numa aula de inglês, o professor pediu para os alunos escreverem sobre um momento de paz. Podia ser qualquer tipo de paz; eu escolhi falar sobre um cenário de uns anos atrás. Não é tarefa fácil descrever esse momento, ainda mais em língua estrangeira, mas não me furtei ao desafio. Rapidamente me transportei para uma cadeia de montanhas, com cumes de neve, final da tarde na varanda de um hotelzinho charmoso, junto ao meu marido, casinhas de madeira espalhadas num tapete verde ondulado, com chaminés exalando uma fumaça aquecedora, enquanto luzes traspassadas das janelas anunciavam o fim do […]

Continue Reading

Museus em passeios virtuais

Instituto Inhotim, Brumadinho | Minas Gerais O mundo deu uma reviravolta em pouco mais de um mês. A globalização recebeu um freio de arrumação e vários países fecharam suas fronteiras. A pandemia instalada pelo coronavírus mudou comportamentos em menos de trinta dias. Pessoas recolhidas em casa, filhos sem escola, trabalho remoto e, num piscar de olhos, a humanidade percebe que recebeu, por um caminho dramático e tortuoso, uma preciosidade que se chama tempo. Para os cientistas e pessoal da área médica, as pesquisas correm contra o tempo. Mas o cidadão comum, mesmo a contragosto, tem o tempo disponível para fazer […]

Continue Reading

(Re)descobrindo Veneza

Há pouco mais de dois anos, decidimos fazer uma viagem feminina em três gerações: minha mãe, eu e minha filha. Na bagagem, uma professora de História da Arte que produz arte contemporânea; uma viajante incansável e curiosa, no caso, a própria cronista; e uma jovem com rosto de adolescente, introspectiva, mas que capta como ninguém as boas dicas de viagem. Destino: Itália! Chegamos por Milão – ainda sem coronavírus e com muitos turistas –, pegamos um carro (gosto de conhecer os lugares, viajando de carro com a ajuda do GPS ou Google Maps), dormimos perto do aeroporto e no dia […]

Continue Reading