Alimento para alma

Refettorio Paris

Refettorio Paris | Fotografia: JR, capturada na Internet A gastronomia tomou proporções gigantescas e passou a ocupar o cenário global. Em todos os continentes, a reinvenção da cozinha chama a atenção de consumidores ávidos para saciar o pecado da gula. Com tantos exageros, experimentos, excessos e inovações, os desperdícios são imensos. Entretanto, por falha na distribuição e na equidade da balança, os famintos estão em todos os lugares. Pensando nisso, o italiano Massimo Bottura, um dos chefs mais premiados da atualidade com seu restaurante Osteria Francescana, decidiu direcionar seu talento para tentar elevar a dignidade humana. Juntamente com sua esposa, […]

Continue Reading

Sabor preservado

Ler é um passatempo gostoso. Seguindo as linhas do livro “Comer é um sentimento”, do crítico gastronômico François Simon, deparei-me com a frase seguinte: “Ao concentrar-se em um lapso de tempo reduzido, um prato revela todo o seu sabor, o seu sal e a sua verdade”. As palavras ecoaram na minha mente e levaram-me à crônica sobre a comida sertaneja tão presente na memória gustativa da infância, revelando todo o sal daquela terra chamada sertão. Resgato para os leitores o sabor da mesa sertaneja através da crônica “Sabor preservado”, publicada no livro Sertão, Seridó, Sentidos. Despertei com um desejo infantil […]

Continue Reading

Le Cordon Bleu e suas técnicas culinárias

Foto capturada no site www.cordonbleu.edu A história começa quando a jornalista francesa Marthe Distel teve a ideia de treinar as mulheres na arte culinária através de publicações na revista “La Cuisinière Cordon Bleu”. A revista fez tanto sucesso que sua idealizadora se juntou a Henri-Paul Pellaprat (chef francês) e resolveram oferecer aulas presenciais. A primeira aula aconteceu em 15 de outubro de 1895, ministrada pelo chef Charles Driessens; estava fundada a escola Le Cordon Bleu de Artes Culinárias em Paris. O nome Cordon Bleu tem origem na L’Ordre des Chevaliers du Saint Esprit, criada em 1578 pelo Rei Henrique III, […]

Continue Reading

Um cafezinho para contar histórias

Foto de Valter Campanato, capturada no site da Agencia Brasil Que tal passar um bom café – pode ser em grão para moer na hora, já torrado e moído ou em cápsula –, deixar o cheirinho invadir sua casa e sorver em pequenos goles a sua história? Apesar de o Brasil ser o maior produtor mundial, não foi aqui que surgiu essa bebida energética de sabor ímpar. A Etiópia aparece como o país originário dessa planta, que invadiu a península arábica, a Europa e depois chegou à América, inicialmente nas colônias holandesas. A França exportou mudas para Guiana e uma […]

Continue Reading

La Liste e a seleção global de restaurantes

Foto capturada no site do restaurante Guy Savoy | Purement Chocolat Câmara Cascudo E a eleição de certos sabores que já constituem alicerces de patrimônio seletivo no domínio familiar, de regiões inteiras, unânimes na convicção da excelência nutritiva ou agradável, cimentada através de séculos, não se transforma com a mesma relativa facilidade de mudança de trajes femininos ou aceitação de transportes mais velozes e de melhor capacidade de carga nos veículos. As palavras de Câmara Cascudo estão nos Hors d’oeuvres do livro “História da Alimentação no Brasil”, publicado em 1967, em que o Mestre analisa o cardápio indígena, a dieta […]

Continue Reading

Descobrindo Portugal – Alentejo

Fazendo o caminho inverso da Era dos Descobrimentos, aportamos em Portugal, situado na Península Ibérica, que já abrigou romanos e muçulmanos, sedimentou o catolicismo e fez nascer o país Brasil. Hoje, vem sendo redescoberto por brasileiros – turistas ou não – ingleses, russos e até chineses. O sol, o mar e o clima (não tão rigoroso) atraem pessoas do mundo inteiro, que também degustam o sabor da culinária portuguesa. Apesar de ser um país pequeno – sua área total, incluindo Açores e Madeira é de 92.212 km² – Portugal abriga uma rica história, tradição e sabores. O português é a […]

Continue Reading

A arte de cozinhar

Deparei-me com uma frase de Lynda Barry, cartunista e escritora americana: “em nossa era digital, não esqueça de usar suas digitais”. Adorei a frase, especialmente quando acabo de receber o meu Kindle e tento me adaptar à carência tátil do papel (ainda não sei se vou conseguir!). Mas não é de leitura que quero falar. Quando o isolamento forçou o mundo a ficar em casa, muita gente descobriu, desvendou ou reconciliou-se com o hábito de fazer comida em casa. O YouTube virou ferramenta indispensável da cozinha, com seus tutoriais sobre pães, massas, biscoitos, bolos e toda sorte de receitas, das […]

Continue Reading

Tiradentes e uma vila russa

Quem escolhe como destino turístico a cidade de Tiradentes, em Minas Gerais, vai se surpreender a cada esquina, ou a cada telhado, se a história começar de cima para baixo. Eira, beira e tribeira representavam o poderio econômico dos proprietários dos casarios. Podia ser também sem eira, nem beira, mas aí o desafortunado não tinha literalmente nada no bolso. A arquitetura colonial é preservada nos casarios, casas, igrejas e museus da cidade, além das fazendas da região. O chão de pedras continua como foi assentado, fazendo o carro trafegar devagar, enquanto range o sistema de amortecimento. Melhor caminhar por entre […]

Continue Reading