Uma vida em preto e branco

Pedra da Caridade | Monte das Gameleiras/RN

O mundo virtual chegou para ficar. Em tempo de pandemia, a internet tem ajudado muitas pessoas a enfrentarem o isolamento social, não resta dúvida. Mas, se você tem a possibilidade de mesclar o ambiente tecnológico com escapadas à natureza, você é um privilegiado.

Me incluo nesse grupo. Tenho intercalado meus dias confinados no apartamento com finais de semana na serra, onde posso pedalar e respirar o ar puro do campo.

Entre idas e vindas na estrada, recebo um convite para participar do desafio no Instagram de postar fotografias em preto e branco, sem pessoas e sem explicações, durante 10 dias – uma foto e um convite a um amigo por dia.

Desafio aceito, passo a observar melhor o meu entorno. Ponho em prática as palavras de Ansel Adams sobre o ato de fotografar: “Você não fotografa apenas com uma câmera. Você traz para o ato de fotografar todas as imagens que viu, os livros que leu, a música que ouviu, as pessoas que amou.”.

A vedação a pessoas e explicações modifica o olhar. Alinhei a cabeça, os olhos e o coração; direcionei o foco para lugares e objetos que contam histórias e exalam sentimentos. Segredos revelados nas fotografias de uma vida em preto e branco.

O contraste de luz e sombra revelou-me formas e texturas não destacadas no cenário a cores. O resultado foram fotos interessantes e elegantes, a maioria delas reproduzindo obras de arte que, por si só, são objetos de contemplação. Contempladas de forma diferente.

As lições dos mais renomados fotógrafos passaram a fazer todo o sentido. No Instagram, segui as regras do desafio, afinal, como bem disse Elliot Erwitt, “o objetivo de fotografar é não ter que explicar as coisas com palavras.”.

Nesse post, peço licença a Erwitt para reunir o resultado do desafio à força da palavra, destacando ainda mais a beleza da fotografia.


Obra de Newton Navarro | Não existe um caminho para paz. A paz é o caminho (Mahatman Gandhi)

A gente sempre deve sair à rua como quem foge de casa,
Como se estivessem abertos diante de nós todos os caminhos do mundo.
Não importa que os compromissos, as obrigações, estejam ali…
Chegamos de muito longe, de alma aberta e o coração cantando! (Mario Quintana)

Tela de Mocó e banco Centopeia, da Mula Preta | Do lado de dentro, o alpendre, o banco de madeira, o mosaico do chão, as portas duplas da sala, um abraço forte e afetuoso de Sebastiana. Ao meu lado, ela percorreu todos os recantos da casa e resgatou cada retalho das minhas temporadas na fazenda, contando histórias nas quais eu era a personagem principal. (Maria Elza Bezerra Cirne)

Leão em pedra, de Dimas Ferreira |
Entre pedras
cresceu a minha poesia.
Minha vida…
Quebrando pedras
e plantando flores. (Cora Coralina)

Aqui eu posso sonhar,
eu posso voar,
eu posso pousar.
Junto a você,
aqui eu tenho um
ninho.
(Maria Elza Bezerra Cirne)

Livro Sertão, Seridó, Sentidos (Maria Elza Bezerra Cirne) |
É que o sertão é mais que uma região fisiográfica. Além da terra, das plantas, dos bichos e do bicho-homem – tem o seu viver, os seus cheiros, cores e ruídos. (Oswaldo Lamartine)

Foi capaz de modificar a tarde botando uma chuva nela.
O menino fazia prodígios.
Até fez uma pedra dar flor. (Manoel de Barros)

Toritos de Pucará | Toros de oro y plata que habitan el corazón de sagradas montañas, toros-serpientes de agua, fuego y luz que se pasean señoriales por infiernos, tierra y cielos haciendo brotar agua vivificadora para sus protegidos. (Jesús Ruiz Durand)

Sant’Ana – escultura de Ambrósio Córdula |Hino à Sant’Ana (Caicó)

Vossos filhos desta terra
Vos suplicam que sejais
O seu refúgio na guerra
E sua alegria na paz.


Ansel Adams

Você não fotografa apenas com uma câmera. Você traz para o ato de fotografar todas as imagens que viu, os livros que leu, a música que ouviu, as pessoas que amou.

Henri Cartier-Bresson

Fotografar: é colocar na mesma linha de visão a cabeça, o olho e o coração.

Elliott Erwitt

Para mim, a fotografia é uma arte de observação. Trata-se de encontrar algo interessante num lugar comum…descobri que tem pouco a ver com as coisas que se veem e tudo a ver com a forma como se as vê.

O objetivo de fotografar é não ter que explicar as coisas com palavras.

Don McCullin

A fotografia para mim não é olhar, é sentimento. Se você não consegue sentir o que está vendo, nunca fará com que outras pessoas sintam algo quando olharem para suas fotos.

Yousuf Karsh

Olhe e pense antes de abrir o obturador. O coração e a mente são as verdadeiras lentes da câmera.

Acesse também: Entrevista com Marcelo Buianain e Caixas e álbuns de fotografias.

Leia também

6 comments

    1. Oi Danielle, agradeço demais o convite que me fez para participar do desafio. Me fez enxergar os objetos que tenho ao meu redor com outros olhos. Muito obrigada, beijos.

    1. Oi Mirtha, pois é, terminei adorando fazer essas fotos e me encantando com a fotografia em preto e branco. Muito obrigada por sua apreciação 😘😍

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *