Sardinha

Clarissa Medeiros é uma jornalista de alma inquieta. Nos últimos quatro anos, deixou a terra Natal e foi morar com a família nos Estados Unidos. Suas asas bateram novamente e voaram do Novo para o Velho Continente, onde fizeram morada na cidade de Cascais, bem próximo a Lisboa. Ela, o marido e as duas filhas estão descobrindo as maravilhas e sabores dos nossos ancestrais e compartilhando suas experiências em Podcasts. Pedi autorização para publicar um dos seus posts, que fala da paixão dos portugueses pela sardinha. Saboreie o texto e, se quiser ouvir mais de suas aventuras, ouça no Spotify: […]

Continue Reading

Olhar potiguar

Quem vive cercada de arte, tem inspiração para tudo. Leila Tinoco da Cunha Lima Almeida é fotógrafa e filha de escritor. Em tempo de pandemia, resolveu criar uma corrente de luz para espalhar solidariedade. A primeira ideia seria reunir 50 fotógrafos potiguares, para comercializar suas obras e destinar os valores arrecadados a três entidades carentes. A corrente de bem foi crescendo e agora são 100 fotógrafas e fotógrafos, profissionais ou amadores, exibindo as belezas do Estado. A campanha “Olhar Potiguar – Arte e Solidariedade Unidas” funcionará entre 01 e 31 de julho. O Rio Grande do Norte exibido numa seleção […]

Continue Reading

Quem vive de passado é museu, de presente e futuro, também

Cais do Sertão – foto de Nelson Kon, capturada no site de Brasil Arquitetura Quando se fala em museu, vem logo à mente a imagem de coisas velhas e construções antigas, daí o dito popular: “quem vive de passado é museu”. Mas, e se a cidade é aberta para mesclar o novo e o antigo, criando construções contemporâneas, atraindo um público que se interessa por aspectos culturais, antropológicos, geográficos e tantos outros que marcam a história e constituem o patrimônio de um povo? Ainda bem que muitos lugares têm cabeças abertas para transmitirem às novas gerações as lições do passado, […]

Continue Reading

Uma vida em preto e branco

Pedra da Caridade | Monte das Gameleiras/RN O mundo virtual chegou para ficar. Em tempo de pandemia, a internet tem ajudado muitas pessoas a enfrentarem o isolamento social, não resta dúvida. Mas, se você tem a possibilidade de mesclar o ambiente tecnológico com escapadas à natureza, você é um privilegiado. Me incluo nesse grupo. Tenho intercalado meus dias confinados no apartamento com finais de semana na serra, onde posso pedalar e respirar o ar puro do campo. Entre idas e vindas na estrada, recebo um convite para participar do desafio no Instagram de postar fotografias em preto e branco, sem […]

Continue Reading

Wescley Gama, sons, poesias e histórias

Foto enviada por Wescley Gama Edrisi Fernandes Um conjunto de contos é como um rosário de contas; nas veredas ou pelejas do dia a dia, é com convicção que se deve olhar enxergando, e orar acreditando, para garantir a magia da leitura ou a eficácia da prece… Conheci o seu trabalho por meio da conta de Sergio Vilar no Instagram. Visitei seu feed, naveguei pelo Google e ouvi o Spotify; rapidamente conheci um pouco da obra de Wescley Gama, compositor, músico e poeta. Nascido em São Vicente/RN, onde a Serra de Santana despeja seus derradeiros volumes, cresceu menino de sítio, […]

Continue Reading

Natal, Hope e SCBEU

Foto capturada no site do Project Hope Espalhados na sala de estar, as crianças e adolescentes da Rua Capitão Abdon Nunes recebiam as primeiras lições de inglês com a professora Diane Benjamin, farmacêutica do navio/hospital HOPE, atracado em Natal/RN em fevereiro de 1972, para atender a população carente de uma medicina mais avançada. Estava com oito anos de idade e foi o meu primeiro contato com o inglês. Lembro bem da visita que fizemos ao navio, levados por nossa teacher, matando a curiosidade dos alunos e com direito a um jantar no restaurante bandejão (uma novidade naquela época), lugar onde […]

Continue Reading

Haia (Den Haag) e seus encantos

Falando sobre viagem, Quintana enaltece as janelinhas dos trens, que vão tirando sucessivos cartões postais da paisagem. Mas, para quem quer ir um pouco mais longe e descobrir o mundo, tem que abdicar do trem e utilizar o avião, ou, quem sabe, vestir-se de coragem e navegar a Terra, que deveria se chamar Planeta Água. Há dois anos atrás, visitei a Holanda com meu marido. Entramos por Amsterdam, passamos por Utrecht e terminamos nossa viagem em Haia (Den Haag, para os holandeses). Várias janelinhas se abrindo e eu registrando nossos cartões postais no celular. Em Haia, ficamos hospedados no Residenz […]

Continue Reading

A primeira “quebrada” a gente nunca esquece

Na véspera, o primeiro dilema foi decidir se brindava a noite na serra, iluminada pela lua cheia, desfrutando de um jantar compartilhado na feitura e na degustação, ou evitava o álcool para um rendimento melhor. Como meu espírito de atleta não é lá essas coisas, preferi não fazer sacrifício e tomei duas merecidas taças de vinho. Fui dormir sem o nervosismo que antecede as grandes pedaladas do meu marido (acho que a dopamina ainda não foi injetada em meu corpo, rsrsrs). Ele partiu mais cedo com meu filho, porque iriam fazer a parte mais complicada do percurso, perto da Pedra […]

Continue Reading